Quinta, 13 de Junho de 2024
Publicidade

Comissão de Segurança Pública debaterá liberação de cassinos

A Comissão de Segurança Pública (CSP) aprovou, nesta terça-feira (28), a realização de audiência pública para debater os impactos da liberação de j...

28/05/2024 às 13h13 Atualizada em 28/05/2024 às 13h53
Por: WK Notícias Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Eduardo Girão foi o autor do requerimento para debater o PL 2.234/2022 na CSP - Foto: Pedro França/Agência Senado
Eduardo Girão foi o autor do requerimento para debater o PL 2.234/2022 na CSP - Foto: Pedro França/Agência Senado

A Comissão de Segurança Pública (CSP) aprovou, nesta terça-feira (28), a realização de audiência pública para debater os impactos da liberação de jogos de azar na segurança pública. A reunião atende a requerimento do senador Eduardo Girão (Novo-CE), que é contrário ao projeto de lei ( PL 2.234/2022 ) que libera a exploração de cassinos e bingos, entre outros jogos do gênero.

Continua após a publicidade
Anúncio

No requerimento (REQ) 28/2024 , Girão atribui à liberação o aumento de crimes como lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. Ele também questiona a índole dos turistas que podem vir ao Brasil incentivados pelos jogos de azar. O fomento ao turismo é argumento comumente utilizado por parlamentares favoráveis ao projeto de lei.

“Há uma vasta possibilidade de que a jogatina atraia uma espécie de turismo desqualificado que o Brasil não necessita, que busca as facilidades de uma nação ainda pobre como a nossa, tais como, prostituição, principalmente a infanto-juvenil [...] Os jogos de azar fomentam inúmeros questionamentos que nos leva a crer que haja uma premente necessidade de um debate mais amplo com a sociedade”, diz o senador no documento.

Girão, juntamente com outros senadores, defenderam em Plenário na penúltima terça-feira (14) a realização de mais audiências públicas sobre o tema em outras comissões . O PL 2.234/2022 será votado apenas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ir a Plenário.

Adiamentos

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO), que presidiu a reunião, retirou da pauta o PL 1.482/2023 , da Câmara dos Deputados, que institui a Política Nacional de Promoção da Cultura de Paz nas Escolas. Ele é o relator do texto, que também prevê a criação de protocolos de prevenção e de gestão de crise com ações específicas para cada tipo de violência, como o bullying.

A análise do PL 3.673/2021 , do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que dispensa a confissão do investigado para a realização de acordo de não persecução penal, também foi adiada, a pedido do relator Flávio Bolsonaro (PL-RJ). O acordo é uma negociação promovida entre o Ministério Público e o investigado para evitar o processo criminal na Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Campo Grande, MS
22°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 31°

22° Sensação
6.17km/h Vento
53% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h11 Nascer do sol
06h05 Pôr do sol
Sex 31° 20°
Sáb 33° 23°
Dom 34° 22°
Seg 34° 22°
Ter 33° 23°
Atualizado às 03h02
Economia
Dólar
R$ 5,40 -0,13%
Euro
R$ 5,84 -0,14%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,15%
Bitcoin
R$ 385,894,20 -1,19%
Ibovespa
119,936,02 pts -1.4%
Publicidade