Quinta, 13 de Junho de 2024
Publicidade

IPCA de maio: Alimentos pressionam inflação e batata-inglesa lidera alta

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo acelera para 0,46%, impulsionado por tubérculos e raízes, revela IBGE

11/06/2024 às 11h21
Por: Tatiana Lemes
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que serve como referência para a inflação no país, registrou uma alta de 0,46% em maio, mostrando uma aceleração em relação ao mês anterior, quando ficou em 0,38%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (11/6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continua após a publicidade
Anúncio

O destaque para a pressão inflacionária ficou nos alimentos e bebidas, que tiveram um aumento de 0,62% em comparação com abril. Entre os principais vilões, destacam-se os tubérculos, raízes e legumes, que apresentaram uma elevação de 6,33%.

Dentro desse grupo, a batata-inglesa se sobressaiu, com um expressivo aumento de 20,61%, exercendo o maior impacto individual sobre o índice geral de inflação. André Almeida, gerente da pesquisa, aponta que a mudança das safras contribuiu para esse aumento. "Em maio, com a safra das águas na reta final e um início mais devagar da safra das secas, a oferta da batata ficou reduzida", explica. "Além disso, parte da produção foi afetada pelas fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, uma das principais regiões produtoras."

Entre os itens que mais subiram em maio, além da batata-inglesa, destacam-se:

  • Cebola: +7,94%
  • Cenoura: +6,05%
  • Passagem aérea: +5,91%
  • Melancia: +5,90%
  • Melão: +5,84%
  • Alho: +5,68%
  • Peixe – curimatã: +5,41%
  • Leite longa vida: +5,36%
  • Manga: +4,54%
  • Filé mignon: +4,17%

Enquanto isso, no rol dos produtos cujos preços mais caíram, figuram:

  • Açaí (emulsão): -12,52%
  • Banana prata: -11,74%
  • Laranja lima: -11,71%
  • Abobrinha: -11,37%
  • Peixe – dourada: -11,21%
  • Coentro: -8,53%
  • Banana d’água: -8,39%
  • Feijão preto: -7,92%
  • Carne de carneiro: -6,14%
  • Feijão carioca (rajado): -6,08%

Esses dados evidenciam a dinâmica do mercado de alimentos e suas influências sobre a inflação, sinalizando desafios para o controle dos índices de preços no país.

Receba as principais notícias do Brasil pelo WhatsApp. Clique aqui para entrar na lista VIP do WK Notícias. 

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Campo Grande, MS
22°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 31°

22° Sensação
6.17km/h Vento
53% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h11 Nascer do sol
06h05 Pôr do sol
Sex 31° 20°
Sáb 33° 23°
Dom 34° 22°
Seg 34° 22°
Ter 33° 23°
Atualizado às 03h02
Economia
Dólar
R$ 5,40 -0,13%
Euro
R$ 5,84 -0,14%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,15%
Bitcoin
R$ 385,615,72 -1,26%
Ibovespa
119,936,02 pts -1.4%
Publicidade