Domingo, 21 de Julho de 2024
Publicidade

Polícia Civil fecha “boca de fumo”, prende homem em flagrante por tráfico de drogas e resgata filhote de capivara que era mantido em cativeiro em Dourados

A Polícia Civil, por intermédio da 2ª Delegacia de Polícia da cidade de Dourados, em decorrência de investigação para apurar o tráfico de drogas na...

14/06/2024 às 12h10
Por: WK Notícias Fonte: Polícia Civil - MS
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS

A Polícia Civil, por intermédio da 2ª Delegacia de Polícia da cidade de Dourados, em decorrência de investigação para apurar o tráfico de drogas na cidade, realizou a prisão de um indivíduo apontado como sendo o “gerente” de uma “boca de fumo” localizada na região da Vila Industrial, na última quinta-feira (13). Durante monitoramento, foi possível identificar que diversos usuários/compradores de drogas ingressavam e saíam de sua casa, com um deles, os policiais localizaram uma porção de crack recém-adquirida.
Já na residência, a equipe procedeu com a abordagem do investigado e de outros indivíduos que iam até o local para comprar e consumir entorpecentes. Em um dos quartos, a equipe localizou 2 potes contendo pedras de crack ainda não fracionadas e uma sacola contendo porções de maconha, além de dinheiro.
Em uma jaula improvisada, os policiais ainda localizaram um filhote de capivara mantido em cativeiro de forma irregular. Ao ser questionado, o morador afirmou que havia encontrado o animal ferido e o estava tratando, apesar deste não apresentar qualquer indício de ferimento.
O autor foi conduzido à 2ªDP/Dourados, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e crime ambiental. A Polícia Militar Ambiental foi acionada e compareceu à Delegacia para resgatar o filhote apreendido.

Continua após a publicidade
Anúncio

Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários