Sábado, 13 de Julho de 2024
Publicidade

Deputado sul-mato-grossense impõe derrota significativa ao Governo na votação da Reforma Tributária

Rodolfo Nogueira consegue zerar alíquota da carne na reforma, garantindo isenção de impostos e destacando a importância para pecuaristas e consumidores

11/07/2024 às 09h32 Atualizada em 11/07/2024 às 09h32
Por: Tatiana Lemes
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (10), o texto-base do Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 68/2024, que regulamenta parte da reforma tributária. A votação registrou 336 votos favoráveis, 142 contrários e duas abstenções. Um dos destaques do processo foi a emenda do deputado sul-mato-grossense Rodolfo Nogueira (PL/MS), que conseguiu zerar a alíquota da carne, impondo uma derrota significativa ao governo.

Continua após a publicidade
Anúncio

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, apresentou a proposta em abril, e, no final de maio, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL), formou um grupo de trabalho com sete deputados para discutir o texto. Ao longo dos meses, o grupo realizou audiências públicas e reuniões com entidades interessadas na tramitação da proposta. A inclusão de itens na cesta básica nacional com alíquota zero e a definição dos produtos afetados pelo chamado "imposto do pecado" foram pontos centrais de debate.

Rodolfo Nogueira destacou que sua emenda, que garantiu a carne com imposto zero, foi uma luta não apenas pelos pecuaristas e produtores rurais, mas também pelo alimento na mesa do brasileiro. Ele criticou a proposta inicial do governo, afirmando que ela beneficiaria apenas grandes frigoríficos exportadores, como a JBS, enquanto prejudicaria pequenos e médios frigoríficos no Brasil.

“A conta sairia no bolso do povo brasileiro, esse governo cometeu estelionato eleitoral. Prometeu picanha e até agora só entregou pé de frango ao povo brasileiro,” declarou Nogueira. Ele ressaltou que, diante da iminente derrota, o governo mudou de posição e votou a favor da inclusão da carne na cesta básica.

Nogueira celebrou a vitória como um triunfo da oposição, que, segundo ele, “não arredou o pé, não voltou atrás, nem arregou”. Ele concluiu: “Estamos aqui lutando não só pela pecuária, não só pelo produtor rural, mas pelo alimento na mesa do brasileiro. Viva a oposição!”

A aprovação do texto-base do PLP nº 68/2024 e a emenda de Nogueira marcam um importante capítulo na reforma tributária, refletindo as intensas negociações e disputas políticas que caracterizaram o processo.

Continua após a publicidade

Receba as principais notícias do Brasil pelo WhatsApp. Clique aqui para entrar na lista VIP do WK Notícias. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Campo Grande, MS
14°
Tempo nublado

Mín. Máx. 21°

13° Sensação
2.57km/h Vento
77% Umidade
44% (0.15mm) Chance de chuva
07h14 Nascer do sol
06h13 Pôr do sol
Dom 24° 10°
Seg 24° 11°
Ter 26° 12°
Qua 29° 14°
Qui 32° 17°
Atualizado às 12h01
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 337,551,93 +1,83%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade