Domingo, 21 de Julho de 2024
Publicidade

Instabilidade econômica desestabiliza o mercado do algodão

Fibra é a que mais sofre diante da crise da economia global

24/03/2023 às 12h33
Por:
Compartilhe:
Até ontem (23/03) 99,9% do algodão brasileiro semeado
Até ontem (23/03) 99,9% do algodão brasileiro semeado

As preocupações com o setor bancário e a economia global, aliadas aos crescentes atritos geopolíticos entre as grandes potências, continuam a rondar o mercado do algodão.

Continua após a publicidade
Anúncio

A fibra é, dentre as commodities, a que mais sofre diante de tais instabilidades, uma vez que se trata de uma commodity industrial e com demanda muito relacionada com as condições econômicas.

As informações são do Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa, divulgado nesta sexta-feira (24).

Confira os destaques trazidos pelo Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa:

Algodão em NY 1 – O contrato Mai/23 fechou ontem a 77,58 U$c/lp (-2,0%).

Algodão em NY 2 – Referência para a safra 2022/23, o contrato Dez/23 era cotado a 79,26 U$c/lp (-1,7%) e o Dez/24 a 76,70 (-0,1%) para a safra 2023/24.

Preços (23/03), o algodão brasileiro estava cotado a (92,00 U$c/lp* (-75 pts) para embarque em Abr-Mai/23 (Middling 1-1/8″ (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook). Para embarque em Out-Nov/23 a referência do preço fechou em 92,75 U$c/lp (-150 pts).

Continua após a publicidade

Baixistas 1 – As preocupações com o setor bancário e a economia global, aliadas aos crescentes atritos geopolíticos entre as grandes potências aumentam as incertezas e acabam pressionando as commodities.

Baixistas 2 – O algodão acaba sofrendo mais que outras commodities agrícolas nestas condições por ser considerada uma commodity industrial e com demanda muito relacionada com as condições econômicas.

Altistas – Na sexta-feira da próxima semana, 31/3, o USDA publicará sua pesquisa de intenções de plantio para a safra 23/24. Analistas estão prevendo uma redução acentuada na área de algodão no país devido à menor rentabilidade relativa a outras culturas.

China 1 – A Abrapa iniciou na quinta (23) a agenda de 2023 pela China, principal importador da pluma brasileira. Várias ações serão realizadas até 28 de março em solo chinês.

China 2 – O primeiro compromisso foi o 2023 CNCE Industry Development Conference. O evento contou com mais de 500 executivos e industrias do setor têxtil e foi realizado pela da CNCE (China National Cotton Exchange) em Pequim.

China 3 – O algodão brasileiro, através do Cotton Brazil, ficou em evidência com um movimentado estande e a única palestra internacional na programação oficial.

China 4 – O Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, foi convidado de honra e fez um pronunciamento na abertura do evento, destacando o novo recém lançado Programa de Qualidade do Algodão Brasileiro.

China 5 – O clima no evento da CNCE era de muito otimismo com as perspectivas para a economia chinesa, apesar de no curto prazo as turbulências no mercado internacional estarem afetando o país

China 6 – Vários palestrantes subiram o tom das críticas contra os EUA, mostrando que a escalada das tensões entre os países não está somente na esfera diplomática.

China 7 – Foram destacadas as quatro macro estratégias do país para o setor agrícola: Digitalização (projetos “algodão digital”, “algodão inteligente”), Economia Verde (Sustentabilidade), Resiliência (contra barreiras comerciais, mudanças climáticas, por exemplo) e Segurança (ter quantidade suficiente destes produtos para sua demanda estratégica).

China 8 – Hoje, 24, representantes da Abrapa seguem para Qingdao para se reunir com a agência chinesa de Inspeção e Quarentena (CIQ) e armazéns alfandegados no Porto de Qingdao – o mais importante terminal chinês para o mercado do algodão.

China 9 – O objetivo da reunião com a agência CIQ é discutir uma colaboração estratégica na classificação de algodão. Hoje, a classificação da CIQ é a referência para as vendas de algodão brasileiro à China.

EUA 1 – O plantio de algodão no país está em andamento. O clima, no entanto, continua seco em importantes regiões produtoras.

EUA 2 – No Texas, maior produtor do país, a seca é considerada severa em mais de 90% das áreas, sem previsão de melhora no curto prazo.

Mais Algodão – A Abrapa participou, no Chile, do 14º Comitê de Acompanhamento do Projeto (CAP) Regional. O evento é uma das ações do Mais Algodão, iniciativa colaborativa para fortalecer o setor algodoeiro no Mercosul, Haiti e África Subsaariana.

Brasil – Semeadura 2022/23 – Até ontem (23/03) 99,9% do algodão brasileiro semeado, restando apenas o estado de Goiás (94,7%) finalizar o plantio.

Brasil – Beneficiamento 2021/22 – Beneficiamento concluído em todo o Brasil no dia de ontem (23/03)

Brasil – Exportações – De acordo com dados do MDIC, o Brasil exportou 44,6 mil tons de algodão até a terceira semana março/23. A média diária de embarque foi 59,3% inferior quando comparado com março/22.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários