Domingo, 21 de Julho de 2024
Publicidade

Deputados criam duas frentes para Regularização Fundiária e Suinocultura

Partidos, entidades governamentais e sociedade civil

31/03/2023 às 08h05 Atualizada em 31/03/2023 às 14h30
Por:
Compartilhe:
As frentes são formadas por deputados de diferentes partidos, entidades governamentais e representantes da sociedade civil
As frentes são formadas por deputados de diferentes partidos, entidades governamentais e representantes da sociedade civil

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), em publicação do Diário Oficial de quinta-feira (30), divulgou a criação de duas novas frentes parlamentares na Casa de Leis, que vigorarão no biênio 2023-2024.

Continua após a publicidade
Anúncio

As frentes são formadas por grupo de parlamentares de diferentes partidos, entidades governamentais e representantes da sociedade civil organizada.

Instituída pelo Ato 25 de 2023, a Frente Parlamentar para a Regularização Fundiária tem os seguintes objetivos:

  • reunir os parlamentares que têm preocupação especial sobre o tema;
  • promover debates, com a participação dos mais diversos segmentos da sociedade civil;
  • e subsidiar, com pareceres, informações técnicas e dados estatísticos, as iniciativas legislativas de interesse da sociedade no que concerne ao tema.

Já o Ato 26 de 2023 institui a Frente Parlamentar para o Desenvolvimento da Suinocultura.

Os propósitos para a implantação dessa frente são:

  • promover debates voltados à cadeia produtiva dos suínos,
  • criar iniciativas legislativas sobre a produção e comercialização de suínos e
  • incentivar o desenvolvimento da cultura de suínos no âmbito estadual.

Coordenação das duas Frentes

Continua após a publicidade

Renato Câmara (MDB) foi designado para a coordenação das duas frentes parlamentares.

Antonio Vaz (Republicanos), Coronel David (PL), Gerson Claro (PP), João César Mattogrosso (PSDB), Junior Mochi (MDB), Marcio Fernandes (MDB), Neno Razuk (PL), Paulo Corrêa (PSDB), Pedro Kemp (PT), Pedrossian Neto (PSD), Professor Rinaldo Modesto (Podemos), Rafael Tavares (PRTB), Roberto Hashioka (União) e Mara Caseiro (PSDB) compõem os grupos de trabalho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários